Quarta-feira , Dezembro 19 2018
Home / Formação / Ser acólito

Ser acólito

1. O acólito vai para a igreja

Cada domingo, algum tempo antes de começar a missa, o acólito deve ir para a igreja, sempre muito bem vestido e limpo, desde o cabelo até aos sapatos, sem esquecer as mãos e as unhas.

Não se esqueça de uma coisa importante: quem vai receber a santíssima Eucaristia, não deve tomar nenhuma comida ou bebida, excepto água ou remédios, pelo espaço de ao menos uma hora antes da sagrada comunhão. Isto quer dizer que o acólito deve terminar o pequeno-almoço cerca de 15 minutos antes de começar a missa, dado que desde o princípio da missa até à comunhão se demoram 45 minutos. Não se esqueça também de que, durante a missa, não deve chupar rebuçados nem outras guloseimas. Na igreja não se come comida vulgar. Só se comunga o Corpo de Cristo.

2. O acólito chega à igreja

Ao chegar à porta da igreja, o acólito deve cumprimentar os companheiros e as pessoas que ali estiverem. Pode também esperar um pouco por outros acólitos que ainda não tenham vindo. É bom estar ali um bocadinho, em grupo, contando ou ouvindo alguma novidade.

Ao entrar na igreja, deve começar por ver se há algum cartaz ou notícia nova no guarda-vento ou no expositor, e também se lhe está atribuído algum serviço nesse dia: acolitar, recolher as ofertas, acolher as pessoas à porta da igreja, distribuir alguma folha. São serviços que pertencem aos acólitos.

Por fim, o acólito dirige-se para os primeiros bancos da igreja. É aí o seu lugar, não nos bancos de trás. Porquê? Porque pode ser necessário chamá-lo para algum serviço durante a celebração, e, se estiver à frente, isso torna-se mais fácil. E também porque é bonito ver os mais novos uns ao pé dos outros.

3. O acólito saúda Jesus

Que faz o acólito ao chegar ao seu lugar nos bancos da frente? Ajoelha e saúda Jesus, que está presente na Eucaristia guardada no sacrário. Jesus é o grande amigo de todos os cristãos, e a nossa primeira palavra deve ser sempre para Ele. Nas igrejas mais modernas há uma capela do Santíssimo. Se for esse o caso, é para aí que o acólito se deve dirigir, a fim de saudar Jesus.

Como se saúda Jesus? Primeiro ajoelhando, a seguir inclinando a cabeça, depois fazendo sobre si próprio o sinal da cruz, e por fim ficando uns momentos em adoração. Vejamos como se faz cada um destes gestos.

Como se ajoelha? Com os dois joelhos e conservando o corpo bem direito. Há pessoas que, depois de ajoelhar, se sentam nos calcanhares, o que é muito feio. Não se deve confundir o ajoelhar com ambos os joelhos e o genuflectir com um só joelho. Falaremos disso mais tarde. Porque se inclina a cabeça? Porque essa é uma forma de saudar Jesus, com um gesto de humildade, que é o significado da inclinação da cabeça. Assim como ajoelhar significa tornar-se pequeno diante de Deus, inclinar a cabeça é manifestar que temos consciência da nossa pequenez. Como se faz o sinal da cruz? Faz-se com a mão direita aberta e os dedos juntos, indo com a mão da testa ao peito e do ombro esquerdo ao direito, ao mesmo tempo que se diz: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. O sinal da cruz é o sinal identificativo dos cristãos, porque foi na cruz que Jesus deu a vida por nós. Que diz o acólito durante os breves momentos de adoração? Pode dizer, por exemplo: Jesus, hoje é domingo, o dia da tua ressurreição, e eu estou aqui na igreja da minha terra para celebrar a tua Ceia. Faz-me bom cristão, bom paroquiano e bom acólito.

Tudo isto deve ser feito com muita dignidade e sem pressa, pensando n’Aquele que estamos a saudar. Depois de rezar durante alguns momentos o acólito, se nesse dia for ele a acolitar, vai para a sacristia e veste a sua túnica. Se não for o seu dia de acolitar, fica sentado no banco, a olhar para o sacrário e a falar com o Senhor. Mas não deve estar a falar com quem está ao seu lado, nem a rir, nem a brincar, nem a fazer mal.

4. A túnica do acólito

Todos os que servem no presbitério usam uma veste branca, a começar pelo presidente da celebração e a acabar nos acólitos. A veste dos bispos, dos presbíteros e dos diáconos chama-se alva, palavra que quer dizer veste branca. À dos acólitos chama-se-lhe túnica, que é uma veste também branca mas mais ajustada ao corpo do que a alva.

O acólito não veste a túnica logo na primeira vez que exerce este serviço. É bom, primeiro, que faça o Curso para Acólitos, e que, mesmo sem túnica, durante alguns domingos, esteja junto dos outros companheiros que já são acólitos, e aprenda, pouco a pouco, a fazer as coisas com eles. Quando o responsável dos acólitos entender que algum dos candidatos está preparado para acolitar bem, informa disso o pároco e este, num domingo, depois da homilia, chama-o, nomeia-o acólito e entrega-lhe a túnica, o cíngulo e uma pequena cruz de madeira. A mãe do acólito ou outra pessoa sua amiga vem ajudá-lo a vestir-se e, nesse mesmo domingo, é ele o primeiro que leva para o altar o pão ou alguma das outras coisas que estão na credência.

Geralmente é a mãe do acólito que lhe deve fazer a túnica, que será cingida à cintura por um cíngulo ou cordão, também branco. A túnica deve estar sempre muito bem lavada e passada a ferro. As túnicas dos acólitos também podem pertencer à paróquia. Nesse caso, deverão ser de tamanhos diferentes, para se adaptarem facilmente à altura de cada acólito.

A cor branca da túnica recorda ao acólito que ele deve viver na graça de Deus, ser puro de coração e servir o Senhor com alegria, dignidade e generosidade.

O acólito deve aprender a atar o cíngulo e a arranjar a túnica, para não ir com ela de qualquer maneira, porque isso é feio. Se não sabe fazer o nó do cíngulo, peça ao senhor padre ou a outra pessoa que o ensine.

O acólito já deve ter a túnica vestida quando o senhor padre chega à sacristia, para poder ajudá-lo a vestir-se. Quando ele chega, cumprimenta-o e, quando ele veste a alva, dá-lhe o cíngulo e ajuda-o a arranjar a alva, para ficar à mesma altura, em baixo, tanto adiante como atrás.

O acólito nunca deve chegar atrasado. Isso é falta de educação e impede que a missa comece à hora marcada.

O lema do acólito é constituído por três palavras, e todas começam por um «A»: Amigo, Asseado, Atento. O acólito é amigo de todos mas particularmente do seu pároco, é asseado desde a ponta dos cabelos ao bico dos pés, e está sempre atento ao que é preciso fazer. E é Pontual.

Check Also

O que é uma igreja

 1. A palavra «igreja» Entre os edifícios das aldeias, vilas e cidades de qualquer país …

Deixe uma resposta